INFLUÊNCIA DA VARIAÇÃO DOS PARÂMETROS CLIMÁTICOS NA MODELAGEM DE SWTA: ESTUDO DE CASO BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TAPAJÓS

Edinelson Saldanha Correa, David Gibbs Magrath, Celso Bandeira de Melo Ribeiro

Resumo


RESUMO: As mudanças nos no uso e ocupação do solo, têm causado modificações sistemas hidrológicos. Dessa forma, o conhecimento prévio do efeito das variações no uso do solo sobre a dinâmica das águas em bacias hidrográficas, são importantes para prever, mitigar e/ou eliminar atividades e intervenções com impactos negativos. Neste contexto, os modelos hidrológicos são importantes ferramentas para estas previsões. O presente trabalho teve como objetivo mostrar se a modelagem em SWAT é capaz de simular de forma satisfatória as vazões na bacia do rio Tapajós, confrontando os dados obtidos através das simulações com as vazões observadas para o período de 1999 a 2002, avaliando ainda como diferentes entradas de parâmetros climáticos afetam as simulações. Como entradas da modelagem foram usados três pontos fluviométricos Acará dos Tapajós, Fazenda Tratex e Jardim do Ouro; pedologia fornecida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA); uso e ocupação do solo foram realizados através da classificação supervisionada de 32 imagens Landsat (Janeiro/2001 a dezembro/2001); o modelo digital de elevação (MDT) utilizando imagens do Shuttle Radar Topography Mission (SRTM); quanto aos parâmetros climáticos, duas origens foram usadas a do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e Global Precipitation Climatology Project (GPCP). Na simulação usando dados climáticos INMET, foram obtidos valores de COE (0.81, 0.86 e 0.79) considerados muito bons e superiores quando comparados com os resultados das simulações usando entradas climáticas do GPCP. Mostrando assim que o modelo possui boa correlação com os dados reais, portanto, representando o comportamento hidrológico da bacia do rio Tapajós.

PALAVRAS-CHAVE: Modelagem hidrológica, Uso do solo, Vazão.


Texto completo:

PDF


ISSN online 2318-0188