CULTIVO E BENEFICIAMENTO DE Manihot esculenta Crantz. PELOS AGRICULTORES FAMILIARES DA COMUNIDADE AÇAIZAL MONTE ALEGRE, PARÁ

Sandy Santos da Fonseca, Roberta Rowsy Amorim de Castro

Resumo


RESUMO: O presente estudo objetivou compreender e descrever como se dão as práticas agrícolas e de beneficiamento empregadas no sistema de cultivo da mandioca (Manihot esculenta Crantz.) pelos agricultores da Comunidade Açaizal, município de Monte Alegre, estado do Pará. A investigação ocorreu durante 15 dias, por meio de formulário aplicado em 21 unidades produtivas e de acompanhamento in loco das etapas de colheita, processamento e venda da farinha de mandioca. O acesso às unidades se deu via motocicleta e caminhadas, esta última em trechos de difícil acesso. Os resultados indicaram que as práticas agrícolas adotadas pelos agricultores no sistema de cultivo de mandioca são provenientes de saberes adquiridos e repassados entre gerações, sendo a produção de farinha a principal fonte de obtenção de renda, além de fazer parte da dieta alimentar das famílias estudadas. Constatou-se que o sistema de corte e queima, adotado nas unidades familiares vem despertando preocupação nos agricultores acerca da perpetuação das práticas de cultivo e consequentemente de beneficiamento da mandioca para as próximas gerações em virtude da percepção destes do empobrecimento do solo.

PALAVRAS-CHAVE: Agricultura Familiar, Amazônia, Farinha de Mandioca, Sistema de Produção.


Texto completo:

PDF


ISSN online 2318-0188