DIAGNÓSTICO DA PRODUÇÃO DE HORTALIÇAS NA COMUNIDADE COLÔNIA NOVA, ABAETETUBA, PARÁ

Luciléia dos Santos, Graciete Pereira Gomes, Roberta Rowsy Amorim de Castro, Ricardo Eduardo de Freitas Maia

Resumo


RESUMO: Este trabalho tem como objetivo produzir informações sobre o manejo em sistemas familiares de produção de hortaliças na Comunidade Colônia Nova, Abaetetuba, Pará. Foram entrevistadas, nos meses de abril a julho de 2017, 10 famílias que cultivam hortaliças atualmente na comunidade, com apoio do questionário semiestruturado com perguntas abertas e fechadas, numa perspectiva metodológica do Diagnóstico Rápido Participativo (DRP), que busca, além de colher dados dos participantes, que estes iniciem um processo de auto-reflexão sobre seu próprio contexto, seus problemas e formas de buscar soluções e melhorias, buscando a participação dos atores locais no levantamento de suas próprias demandas. Constatou-se que são cultivadas 15 espécies diferentes, que são utilizadas para consumo e/ou comercialização. Do ponto de vista da gestão da fertilidade do solo foi possível observar a predominância do uso de insumos orgânicos como esterco de galinha e farinha de osso. No que se refere ao controle de pragas e doenças há predominância de uso de produtos químicos, porém há iniciativas recentes que buscam controle alternativo. A comercialização é facilitada pela proximidade dos mercados consumidores, boas vias de acesso e condições de transporte, bem como as feiras da agricultura familiar presentes no território. A produção de hortaliças pode contribuir para ações de desenvolvimento da agricultura familiar no Baixo-Tocantins, sobretudo em condições de transição para uma agricultura sustentável que pode possibilitar melhorias na renda e democratização de alimentos saudáveis.

 

PALAVRAS-CHAVE: Adubação Orgânica, Agroecologia, Amazônia.


Texto completo:

PDF


ISSN online 2318-0188