PRODUÇÃO DE MUDAS DE ACEROLA (Malpighia emarginata D.C) PELO MÉTODO DE ENXERTIA EM TOPO POR GARFAGEM EM FENDA CHEIA

Aelton dos Santos Bezerra, James Luan Noleto Leite, Kalyne Rosa da Silva, Igor Vinicius de Oliveira, Andréa Hentz de Mello

Resumo


RESUMO: A fruticultura possui elevado efeito multiplicador de renda e, portanto, com força suficiente para dinamizar economias. A acerola vem ganhando espaço na fruticultura, com a crescente demanda faz necessária à obtenção de plantas que inicie a produção em menor tempo, podendo ser alcançado com produção de mudas vigorosas. A enxertia é o processo que une duas plantas, uma contribuindo com o sistema radicular, denominada porta-enxerto, e outra contribui com a parte aérea de fundamental importância para obtenção de mudas vigorosas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência do método de propagação enxertia por garfagem no topo em fenda cheia, em mudas de acerola em condições de casa de vegetação. O experimento foi conduzido em casa de vegetação na Faculdade de Ciências Agrárias de Marabá, unidade II, da Universidade Federal do Sul e sudeste do Pará, sendo 205 mudas de acerola, sem distinção de espécies, submetidas ao processo de enxertia por garfagem em fenda cheia. A enxertia por garfagem no topo em fenda cheia é indicada para ser utilizada na propagação da acerola. O tempo para as mudas estarem aptas a irem a campo foi de 12 meses, com boas condições como altura e diâmetro.

 

PALAVRAS-CHAVE: Fruticultura, Propagação, Tecnologia.


Texto completo:

PDF


ISSN online 2318-0188