Cabeçalho da página

TRAVESTILIDADE E MORALIDADES: ANÁLISE DA EXPERIÊNCIA DO RETORNO AO INTERIOR PARAIBANO

Verônica Alcântara Guerra

Resumo

O propósito deste artigo é apresentar elementos de uma reflexão etnográfica sobre espaços e dinâmicas de negociação entre processos migratórios, sentidos morais e a aquisição de bens de consumo a partir de uma perspectiva biográfica e de microanálise. A estratégia prioritária
para execução da investigação foi o investimento em história de vida, a observação contínua de seu cotidiano através do contato com seus espaços de trabalho, lazer e, quando possível, também os espaços familiares. O mote do artigo são as narrativas sobre a experiência de retorno de uma travesti do interior paraibano após residir na Europa. Natural da cidade de Guarabira no Agreste paraibano, a travesti iniciou seu projeto de migração em 2000 e após constituir um patrimônio considerável, retornou para cidade a natal, onde se consolidou no mercado de serviços de beleza. Em suas narrativas, ela busca avaliar a construção de um projeto e de um patrimônio como parte do processo de negociação para o lugar de retorno, informando sobre aspectos relativos à moral, circulação de bens, produção de pessoas e afetos.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v8i1.4724

© Direitos reservados à Amazônica - Revista de Antropologia
This is an open access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Designed by: Leonardo Baima
Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.