Cabeçalho da página

Territórios de Trabalho, Circulação de Saberes e Processos Educativos em uma Comunidade Ribeirinha Amazônica

Maria das Graças da Silva, Sônia Maria do Rosário Aleixo

Resumo

Este artigo trata da relação entre ser humano e natureza em suas interfaces com saberes culturais e processos educativos que circulam em experiências singulares de trabalho na Comunidade ribeirinha de Sobrado, região do Salgado do Estado do Pará. Discute a configuração dos territórios que conformam essas experiências no cotidiano social desta comunidade. O trabalho, como uma forma de apropriação histórica, social e cultural de grupos sociais locais, efetiva-se por meio de materialidades socioambientais. As matas, os rios e os mangues para além da dimensão geográfica, constituem-se como territorialidades onde a vida de homens e mulheres residentes na Comunidade é engendrada na trama cultural. Personagens míticas como os encantados e outros seres povoam o universo simbólico e imaginário local, fazem morada nestes territórios, e matizam a cotidianidade do lugar. Por fim, analisa-se o trabalho como mediador cultural entre o ser humano e natureza, cuja materialidade das práticas produtivas saberes coletivos é acionada. Trata-se de uma etnografia do modo de ser e viver da comunidade, que tem como substrato o trabalho em seu sentido ontológico, por meio do qual são revelados processos educativos que potencializam uma concepção ampliada de educação e de condições de reprodução social da comunidade. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v9i1.5484

© Direitos reservados à Amazônica - Revista de Antropologia
This is an open access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Designed by: Leonardo Baima
Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.