Cabeçalho da página

A Etnofísica da Carpintaria Naval em Bragança - Pará - Brasil

Nivia Maria Vieira Costa Costa, Lana Gabriela Guimarães Melo, Norma Cristina Vieira Costa

Resumo

Esta pesquisa teve o propósito de analisar a Etnofísica presente na construção artesanal de barcos, feita por carpinteiros navais, que na maioria possuem pouca escolaridade no município de Bragança-Pará, e também enaltecer a arte cultural desses trabalhadores, numa realidade em que uma das principais gerações da economia da região é a pesca. É feita uma análise deste saber tradicional com o saber científico da Física. A necessidade desta pesquisa está vinculada às escassas produções em Etnofísica no Brasil. A metodologia usada foi de abordagem qualitativa, onde realizamos entrevistas com roteiro pré-elaborado com três carpinteiros navais da região bragantina, estas entrevistas renderam discussões científicas e sociais, indispensáveis para a elaboração deste trabalho. Ao final desta pesquisa chegou-se à conclusão de que podemos utilizar os conhecimentos empíricos da carpintaria naval sobre a Física, pondo em prática os preceitos da Etnofísica. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazonica.v9i1.5497

© Direitos reservados à Amazônica - Revista de Antropologia
This is an open access website under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Comercial License.
Designed by: Leonardo Baima
Creative Commons License
Amazônica - Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará é licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-No Derivative Works 3.0 Brasil.
Based on a work at www.periodicos.ufpa.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica.