ISSN 2526-7736

Como escrever com processos formativos? O que as imagens que deles derivam nos forçam pensar? Como escrever para desacomodar uma prática pedagógica? Como pensar com uma imagem que nos faz suspirar e antever o invisível do mundo? Nas tramas do PIBID, em suas várias experimentações com o ensino de biologia, como a arte ocupa seus interstícios? Como o cinema, a fotografia, as artes visuais, a literatura, a dança, a performance são convidadas a ser articularem à formação abrindo frestas na biologia escolar?

Essas são algumas das perguntas que o presente dossiê investigará. Convidamos os/as pesquisadores/as, os/as professores/as e os/as bolsistas do PIBID de todos os cantos do país a submeterem textos sobre a relação entre o PIBID, a arte e a biologia que possam criar diferenças em nossos modos de pensar processos formativos.

A Revista ExperimentArt recebe imagens, ensaios escritos, ficções narrativas, cartas, poemas, uma infinidade diferencial de textualidades escritas e imagéticas, que, em suas criações, permitiriam acessar invisibilidades, silêncios, não ditos, gestos presentes nos processos formativos a que se referem. Que lugares improváveis o PIBID nos fez chegar ao articular biologia e arte?

No recrudescimento cada vez mais brutal do tempo livre e do espaço aberto disponíveis para nossas invenções docentes, como seguimos criando diferenças no cotidiano? Em um mundo que nos pede uma educação formatada, funcional, controlada, técnica, enquadrada, como manter viva a potência de processos formativos que nos lançariam aos começos dos mundos outros ainda não criados? Como o PIBID, a biologia e arte se encontram com estes desafios?

Esperamos que nosso convite possa disparar desejos de composição. Aguardamos sua produção até 28 de fevereiro de 2018 (sem previsão de prorrogação), para ser publicado, caso seja aceita, no segundo semestre de 2018.

 

Até breve,

Leandro Belinaso e Sílvia Chaves