A ANTOLOGIA E O CONCEITO

Christophe Golder

Resumo


Os estudos literários costumam considerar como um conjunto todas as literaturas francófonas, ou isoladamente, entre elas, como entidades, as literaturas das antilhas, as diversas produções nacionais africanas, a do Haiti, a de Madagascar, a do Oceano Pacífico, etc. Também são comuns recortes feitos a partir de critérios raciais (négritude, créolité). Nossa proposta consiste em apreender como um conjunto coerente a produção lírica da áreas e países francófonos situados em zona tropical, não em razão de algum determinismo climático, mas pelo grande número de elementos diretamente ligados à literatura que essas áreas têm em comum. O projeto de pesquisa que tem por objetivo elaborar/ questionar o conceito de lirismo francófono tropical prevê a constituição de uma antologia bilíngue. Ora essa antologia, que inicialmente era tida por uma simples ilustração do campo em estudo, vai se tornando cada vez mais um elemento dinâmico do processo de elaboração do conceito. Afinal, apresentar um corpus que pretende ser uma amostra exemplar de determinada produção pressupõe que a natureza dessa produção já foi definida. De outro lado, ao manipular (selecionar, cortar, traduzir) os textos destinados a compor o futuro florilégio, o pesquisador é levado a realizar constantemente o objeto problemático da pesquisa. Esse processo dialético entre a construção dum conceito e a elaboração duma antologia constitui o objeto deste trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/moara.v2i20.3191

      http://diadorim.ibict.br/handle/1/1356