A COMISSÃO PRÓ- ÍNDIO DO ACRE E AS LÍNGUAS INDÍGENAS ACREANAS

Marcos de Almeida MATOS

Resumo


 Este texto expõe parte dos trabalhos desenvolvidos pela Comissão Pró- Índio do Acre (CPI/AC) com línguas indígenas acreanas. A CPI/AC vem desde a sua fundação trabalhando em parceria com os povos indígenas, criando processos educacionais voltados para o fomento de uma autoria indígena, compreendida como a emergência das ações de coletividades e indivíduos indígenas, através da otimização e da difusão da palavra oral e escrita, do desenho e das imagens silenciadas na história das relações com a sociedade nacional e com o Estado. Durante esse trabalho, a equipe da CPI/AC tem conceituado as questões de política linguistica envolvidas em sua práxis, objetivando empreender ações que favoreçam as línguas indígenas. A partir de 2006, além do espaço dedicado à aquisição das escritas em línguas indígenas, e aos  estudos descritivos dessas línguas, os Cursos de Formação passaram a incluir a construção de uma pesquisa sociolinguística, para incentivar a reflexão sobre o futuro das línguas indígenas acreanas.

PALAVRAS- CHAVE:Política lingüística; Sociolinguistica; Línguas indígenas no Acre.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/moara.v2i32.3645

      http://diadorim.ibict.br/handle/1/1356