Empresas madeireiras e resíduos sólidos na Região Metropolitana de Belém

Wilson Fernandes Ramos, Gilma Izabel Rego D’Aquino, Maria de Lourdes Pinheiro Ruivo

Resumo


O presente artigo apresenta informações preliminares sobre o levantamento da quantidade de indústrias de base florestal que atuam na Região Metropolitana de Belém (RMB) e o potencial em relação aos resíduos gerados por essas indústrias. Para a coleta de dados, foram utilizados os bancos de dados da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e da Associação das Indústrias Exportadoras de Madeira do Estado do Pará. Os resultados preliminares indicam que 120 indústrias do setor madeireiro são, potencialmente, geradoras de resíduos madeireiros na RMB. Os resíduos gerados por essas indústrias acarretam inúmeros problemas de ordem social e ambiental em virtude de não haver uma política de reaproveitamento desse material. Muito desses resíduos gerados na RMB são doados para fábricas de cerâmicas, olarias ou reciclados como biomassa para a geração de energia térmica, a qual é usada na própria empresa.


Palavras-chave


Indústria de base florestal; resíduo madeireiro; problemas socioambientais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v20i1.2235