A violência no campo e a cobertura nos jornais impressos Diário do Pará e O Liberal: uma análise dos casos Dorothy Stang e José Cláudio Ribeiro

Ana Lídia Campos, Nírvia Ravena

Resumo


Este trabalho apresenta uma análise da cobertura da violência no campo feita pelos jornais impressos Diário do Pará e O Liberal, tendo como objeto de estudo o assassinato de Dorothy Stang, em 2005, e do casal José Cláudio Ribeiro e Maria do Espírito Santo, em 2011. Depois de um apanhado histórico da violência no campo no Pará, incluindo a atuação da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e a descrição dos assassinatos, apresentasse um conjunto teórico de suporte para a análise além de uma descrição sucinta dos jornais pesquisados. O trabalho traz a análise quantitativa e qualitativa de matérias referentes ao tema violência no campo, bem como ao assassinato da missionária e à morte do casal de ambientalistas, seguindo uma mesma linha de pesquisa em ambos os casos. Por fim, são apresentadas as considerações do tema abordado levando em conta o encontro de teoria e prática.


Palavras-chave


Violência no campo; agendamento; opinião pública; jornal impresso; Dorothy Stang; José Cláudio Ribeiro

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v20i1.2593