POSSIBILIDADES E LIMITES PARA A DIVERSIDADE COMPORTAMENTAL EM MÍDIAS SOCIAIS

Maria A. de Lima Wang, Maria Eliza Mazzilli Pereira

Resumo


Neste trabalho, analisaram-se interações verbais nos blogs dos jornalistas Luís Nassif (LN) e Ricardo Kotscho (RK), para identificar aspectos que pudessem ser caracterizados como diversidade na interação entre participantes, e com respeito a um tema político-alvo. Serviram como fonte um post relacionado com PSDB e PT publicado no blog de RK, reproduzido no blog de LN, com respectivos comentários. Classificaram-se os comentários segundo dois aspectos principais: (1) posicionamento e forma de interação entre participantes (classificados quanto à concordância/discordância entre participantes e quanto à forma de apresentá-lo: com argumento que sustente a posição ou sem argumento); (2) posicionamento e forma de interação sobre PSDB/PT (classificados como favorável ou desfavorável a esses partidos, e com relação à maneira de apresentá-lo: citando aspectos/estratégias do programa do partido/político ou desqualificando o partido/político). Em ambos os blogs, encontrou-se diversidade no posicionamento e na forma de interação entre participantes. Nas interações sobre política, encontrou-se uniformidade no posicionamento do grupo de LN: a grande maioria se posicionou de modo favorável ao PT e/ou desfavorável ao PSDB. No blog de RK, a relação entre posicionamento favorável e desfavorável ao PSDB/PT ficou mais equilibrada. Discutem-se possibilidades e limites para a diversidade comportamental nas mídias sociais, sobretudo em interações sobre temas classificados tradicionalmente como ideologia ou crenças, tais como política partidária.

Palavras-chave: controle pela mídia, conhecimento socialmente construído, análise do comportamento, interações em blogs. 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v12i1.4022