Cabeçalho da página

Análise de narrativas praxeológicas de conexões entre aritmética e álgebra

José Carlos de Souza Pereira, Francisco Hermes Santos da Silva, José Messildo Viana Nunes

Resumo

Este artigo é produto de uma pesquisa narrativa autobiográfica que expõe a análise das praxeologias do primeiro autor, no contexto do seu desenvolvimento profissional, como professor de matemática. O foco da análise recai sobre os diversos conflitos praxeológicos que esse vivenciou durante a elaboração e aplicação, em sala de aula, de uma proposta didática para ensinar operações polinomiais na sétima série (oitavo ano) do Ensino Fundamental. Para analisar suas próprias praxeologias a partir da proposta didática que elaborou, esse assumiu a Teoria Antropológica do Didático (TAD) de Yves Chevallard como referencial teórico principal. Os resultados apontam que as relações pessoais do primeiro autor envolveram tipos de objetos ostensivos e não ostensivos, e tipos de tarefas e técnicas presentes ou não na proposta didática que ele elaborou, revelando as praxeologias passadas e presentes, que compunham os diversos momentos de seu desenvolvimento profissional como professor de matemática.


Palavras-chave

narrativa autobiográfica; aritmética e álgebra; teoria antropológica do didático; objetos ostensivos e não ostensivos; análise praxeológica


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v13i27.4228

Direitos autorais 2017 Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.