Cabeçalho da página

Contribuições da teoria antropológica do didático na formação de professores de matemática

Cintia Melo dos Santos, José Luiz Magalhães de Freitas

Resumo

No presente artigo, composto de duas partes, trazemos algumas discussões e resultados de pesquisas sobre como a Teoria Antropológica do Didático (TAD) tem contribuído para estudos desenvolvidos no âmbito da formação de professores. Na primeira parte trazemos uma discussão teórica da TAD e alguns resultados de uma pesquisa de mestrado que investigou aspectos didáticos e matemáticos valorizados por uma professora indígena de matemática ao ensinar geometria plana e espacial a uma turma do 3º ano do ensino médio, em uma escola indígena da rede estadual do município de Dourados, em Mato Grosso do Sul. Na segunda parte realizamos uma discussão em torno do Percurso de Estudos e Pesquisas (PEP) como proposta metodológica para a formação continuada de professores de matemática, discussão está constituída de esboços iniciais de uma pesquisa doutoral em andamento.


Palavras-chave

percurso de estudos e pesquisas; formação de professores; ensino de geometria


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/amazrecm.v13i27.4281

Direitos autorais 2017 Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.