Complexitas – Revista de Filosofia Temática

NOTAS REFLEXIVAS SOBRE CONCEITOS QUE FUNDAMENTAM A UTOPIA COMO POSSIBILIDADE CONCRETA N’O PRINCÍPIO ESPERANÇA DE ERNST BLOCH

Rodrigo Sousa Fialho

Resumo

O presente artigo pretende alcançar a compreensão da seguinte questão: Como o filósofo alemão Ernst Bloch, à luz do marxianismo, revisita e dá um novo significado ao problema da utopia, transportando o sentido desse termo que, originalmente, significa “não lugar” para topos (lugar) da práxis humana direcionada para frente, em outras palavras, direcionada para a sua concretização na história. Para tanto, abordar-se-á as concepções blochianas do onírico, contrapondo a noção de sonho diurno à de sonho noturno; da pulsão humana fundamental formulada a partir da crítica das teorias psicanalíticas de Freud, Adler e Jüng; do ainda não consciente, concebido com espaço privilegiado da utopia; e da função utópica, conceito intimamente associado à categoria possibilidade, apresentadas na principal obra do autor: O Princípio Esperança como fundamentos basilares do conceito de utopia concreta.

 


Palavras-chave

Pulsão. Sonho diurno. Ainda-não-consciente. Função utópica.


Texto completo:

PDF

Referências


ALBORNOZ, Suzana. Ética e Utopia: Ensaio sobre Ernst Bloch. Porto Alegre: Ed. Movimento, 1985.

BLAKE, Willian. O Torrão e a Rocha. Revista Yawp. vol. 5, 2010. Disponível em: . Acesso em 26 ago. 2017.

BLOCH, Ernst. O Princípio Esperança. vol. I. Tradução: Nélio Schneider. Rio de Janeiro: Ed. EdUERJ: Contraponto, 2005.

______. O Princípio Esperança. vol. II. Tradução: Werner Fuchs. Rio de Janeiro: Ed. EdUERJ: Contraponto, 2006.

______. O Princípio Esperança. vol. III. Tradução: Nélio Schneider. Rio de Janeiro: Ed. EdUERJ: Contraponto, 2006.

DE SÁ, A.F. Haverá ainda lugar para a Utopia Política? In LusoSofia. Covilhã, 2009. Disponível em:

para_a_utopia_politica.pdf>. Acesso em 25 ago. 2017.

FURTER, Pierre. Dialética da esperança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

GIMBERNAT, J.A. La Conciencia de La Liberdad: La filosofia como filosofia de La historia em Ernst Bloch. ISEGORIA, Espanha, vol. 4, 1991. Disponível em: . Acesso em 25 ago. 2017.

MÜNSTER, Arno. Ernst Bloch: filosofia da práxis e utopia concreta. São Paulo: Ed. UNESP, 1993.

______. Utopia, Messianismo e Apocalipse Nas Primeiras Obras de Ernst Bloch. São Paulo: Ed. UNESP, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/complexitas.v2i2.5419



Direitos autorais 2019 Complexitas – Revista de Filosofia Temática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Licença Creative Commons
Complexitas - Rev. Fil. Tem., Belém, PA, Brasil. ISSN:2525-4154 (online) - Email:revistacomplexitas@gmail.com. Está obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.