Complexitas – Revista de Filosofia Temática

O ENSINO DE FILOSOFIA COMO MEDIADORA UNIVERSAL PARA EXISTÊNCIA HUMANA

Luís Carlos Pereira, Roseli Margarete de Almeida Nanni, Maria Matilde Antonelli

Resumo

Este artigo tem como objetivo demonstrar a importância do ensino da Filosofia da Educação como mediadora universal da existência humana. Por meio da filosofia, oferecer ao educando formação política, ética e estética, em que os princípios valorativos da sociedade devem ser integrados na sua formação de modo que se constituam cidadãos com sensibilidade mais humanitária. Assim, é necessário trabalhar as reflexões filosóficas, debates, diálogos, ensaios, música, dentre outros, para buscar essa formação das humanidades, tornando os cidadãos mais conscientes das suas funcões sociais e ao mesmo tempo contribuir para que essa formação humanística não fique restrita a índices de poder econômico, em que aos menos favorecidos chegue apenas a formação tecnicista com práticas e regras pré-estabelecidas pelo setor industrial. Embora, os sistemas educacionais a grosso modo sejam planejados para atender a fins capitalistas, o professor de filosofia poderá encontrar brechas dentro dos sistemas educacionais e contribuir, significativamente, para a formação do educando, independentemente do poder econômico do estudante. Pois, a formação humana alimenta a inteligência geral, promove a autonomia, ajuda a refletir acerca do mundo e da vida, desenvolve habilidades necessárias para o convívio social com práticas de cidadania para o devir, contribuindo na formação ética do indivíduo e na apropriação dos bens simbólicos por ele produzido. Portanto, o educador, pelos conjuntos das reflexões e ações aqui apresentadas, expressa que é possível construir subsídios para intencionalizar a prática pedagógica no ensino de filosofia para a formação valorativa do estudante, consciente com o trabalho, com o Estado e com a sociedade e pelos valores que são parte integrante do indivíduo como ser social.


Palavras-chave

Filosofia da Educação. Ações educativas. Educador. Educando. Existência humana.


Texto completo:

PDF

Referências


CHAUÍ, Marilena. A ética na política. Disponível em: < http://anpof.org/portal/index.php/en/comunidade/coluna-anpof/856-a-etica-da-politica>. Acesso em: 16 fev. 2019.

CUCH, Denys. A noção de cultura em ciências sociais. Bauru: EDUSC, 2012.

FILOSOFANDO na praça. Disponível em: .>. Acesso em: 25 nov. 2018.

LORIERI, Marcos Antonio. Ética no ensino de filosofia: contribuição para a formação do jovem. Revista Primus Vitam, São Paulo, v.1, n. 1, 2010.

LUCIO-VILLEGAS, Emílio. A construção da cidadania participativa através da educação. Rev. Lusófona de Educação, n. 20, 2012. Disponível em: < http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-72502012000100002>. Acesso em: 21 nov. 2018.

MATTOS, José Cláudio Morelli. Educação como adaptação: experiência segundo John Dewey. Filosofia & educação, Campinas, v. 2, n. 2, out. 2010. Disponível em: . Acesso em: 18 nov. 2018.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma: reformar o pensamento. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬_____________. Meus demônios. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

_____________. Sobre a estética. Rio de Janeiro, Pró-Saber, 2017.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Educação, sujeito e história. 3. ed. São Paulo: Olho d’Água, 2012.

____________. Filosofia na formação profissional: por que ter valores políticos, éticos e estéticos na formação profissional é importante? São Paulo: Cartago, 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/complexitas.v3i2.6722



Direitos autorais 2019 Complexitas – Revista de Filosofia Temática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Licença Creative Commons
Complexitas - Rev. Fil. Tem., Belém, PA, Brasil. ISSN:2525-4154 (online) - Email:revistacomplexitas@gmail.com. Está obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.