Complexitas – Revista de Filosofia Temática

A CONSTRUÇÃO DE ALGUNS DIAGRAMAS NUMÉRICOS

Lauro Frederico Barbosa da Silveira, Adelio Alves da Silva

Resumo

Este artigo apresenta A Construção de alguns diagramas numéricos como condição de gênese dos fundamentos do pensamento e suas consequências no decorrer da formação da aritmética e da álgebra, em quase todas as sociedades, em especial no pensamento ocidental. Dentro das diversas formas de diagramas, selecionamos quatro que constituem a base de toda construção do pensamento: diagrama das figuras geométricas da natureza, diagrama linguístico, diagrama geométrico, diagrama aritmético. Toda construção de qualquer diagrama depende da imaginação, em especial, dos símbolos remáticos ou rema simbólicos. A partir deles, foi possível construir os diagramas numéricos.


Palavras-chave

Diagramas, Aritmético, Geométrico, Linguístico, Número, contagem, ideal, Real, Símbolos, Remáticos, Binário, Seixo, Entalho, Quipu, Correspondência.


Texto completo:

PDF

Referências


ASCHER, M, ASCHER, R. Code of the Quipu: A Study in media, matematics, and culture, Ann Arbor: The University of Michigan Press, 1981. p. 1-79.

BOYER,C.B. História da Matemática. Trad. Elza F.Gomide, Ed. Edgard Blücher Ltda. São Paulo, 2001.

__________. A History of Mathemathics. Part I, 2° ed. Ed. John Wiley & Sons. New York, 1989.

CAJORI, Florian. A History of Mathematics. New York: Chelsea Publishing Company, 1991.

______________. A History of Mathematical Notations. New York: Vol. I e II, Dover Publications, In.

______________. The Teaching and History mathematics in the united states. Washington, Governament Printing Office, 1890.

CARAÇA, B.J. Conceitos Fundamentais da Matemática. Lisboa, Ed. Gradiva, 2002.

DANTZIG, T. Número: A Linguagem da Ciência. Rio de Janeiro, Ed. Zahar, p.34, 1970.

EVES, H. An introduction to the history of mathematics. 5º Ed. Philadelphia: Saunders College Publishing, 1983.

________. Introdução à história da matemática. 2º Ed. Campinas: Ed. da Unicamp, 1997.

IFRAH, George. Histoire Universel dês Chiffres, (2 vols.). Paris, Editions Lafond, 1995.

IFRAH, George. História Universal dos Algarismos, (2vols.). Trad. Brasileira de Alberto Munhoz e Ana Beatriz Katinsky: Rio de Janeiro, Editora Nova Fronteira, 1995.

KAPLAN, R. O nada que existe. Uma história natural do zero. 1. ed. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.

M. A. T, Código e Arte dos Incas. acesso em 21 de Agosto 2016.)

PEIRCE, Charles. Collected papers of Charles S. Peirce. C. Hartshorne, P. Weiss (eds.) v. 1 – 6, e W. Burks (ed.), v. 7 – 8. Cambridge: Havard University Press, 1931 – 1958.

______________. The New Elements of Mathematics. 4 vols. Edited by Carolyn Eisele. The Hauge: Mouton Publish, 1976.

SERFATI, M. La révolution symbolique: la constitutions de l’écriture symbolique mathématique. 1º Ed. Paris, Editora Petra, 2005.

SILVEIRA Lauro F.B. Incursões Semióticas. Coleção CLEO, v.65, p.27, 2014.

SCHAMANDT, B. D. The History of Counting. New York, Morrow Junior Books, 1999.

STRUIK, D. História Concisa das Matemáticas, Trad. João Cosme Santos Guerreiro, Lisboa/Portugal, 2a ed. Gradiva, 1972.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/complexitas.v2i2.6801



Direitos autorais 2019 Complexitas – Revista de Filosofia Temática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Licença Creative Commons
Complexitas - Rev. Fil. Tem., Belém, PA, Brasil. ISSN:2525-4154 (online) - Email:revistacomplexitas@gmail.com. Está obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.