Complexitas – Revista de Filosofia Temática

A AGENDA 2030 E O CONTEÚDO INFORMACIONAL MEDIADO POR BIBLIOTECAS EM SERVIÇOS DE REDES SOCIAS ONLINE: UM ESTUDO DE CASO PARA A BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

Kelren Cecília dos Santos Lima da Mota, Fernando de Assis Rodrigues

Resumo

As Tecnologias de Informação e Comunicação possibilitaram novas formas para o processo de mediação da informação no âmbito das bibliotecas universitárias, disponibilizando ferramentas, como os Serviços de Redes Sociais Online, que proporciona maior interação com o usuário. Os Serviços de Redes Sociais Online estão sendo aplicados por diversos setores da sociedade e apresentam baixo custo de investimento financeiro para um grande alcance perante a sociedade. Neste contexto, esta pesquisa tem como objetivo analisar o conteúdo informacional que está sendo mediado por meio dos perfis da Biblioteca Central Dr. Clodoaldo Beckmann nos Serviços de Redes Sociais Online, mais especificamente o perfil institucional da Biblioteca no Facebook, com o intuito de compreender o seu papel no desenvolvimento social e sustentável da Região Amazônica, com enfoque na relação com a Agenda 2030. Pesquisas demonstram apesar dos avanços, os Indicadores de Desenvolvimento Humano (IDH) na Amazônia ainda são inferiores às médias nacionais. Em 2016, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento realizou uma lista classificatória (ranking) de Índices de Desenvolvimento Humano Médio (IDHM) dos municípios brasileiros, onde constatou-se que o município de Melgaço, Estado do Pará, apresenta o menor índice da Amazônia Brasileira. Desta forma, a pesquisa verifica se os dados coletados por meio das postagens do perfil da biblioteca no Facebook estão de acordo com o que preconiza as diretrizes estipuladas pela IFLA, na qual denomina que as bibliotecas são agentes promotores do desenvolvimento social e sustentável, por possibilitarem o acesso público à informação. De acordo com os procedimentos metodológicos, esta pesquisa está classificada como estudo de caso, utilizando como técnica a observação sistemática. O instrumento utilizado foi um formulário baseado em estudos prévios e as diretrizes propostas pela IFLA, onde os dados foram categorizados quanto ao tipo de conteúdo e as características da mensagem. A amostra foi delimitada as postagens realizadas no período dos meses de março a setembro do ano de 2019. Conclui que a Biblioteca Central Dr. Clodoaldo Beckmann ainda prioriza mediar informações quanto a divulgação de seus produtos e serviços. No entanto, percebe-se uma preocupação desta em mediar informações que possam contribuir para o bem-estar e saúde e também, para a elevação do nível de aprendizagem dos estudantes, sendo este tipo de conteúdo classificado como informações gerais, mediado através do quadro Dicas da Semana, que divulga informações quanto ao incentivo à leitura, gerenciamento do tempo de estudo, preservação do acervo, acessibilidade e técnicas de memorização. Por ser uma das maiores bibliotecas universitárias da Região Norte do Brasil, outro fator utilizado para ampliar o acesso a informação para o desenvolvimento humano e social da Região Amazônica são as postagens do tipo Campanha, que são realizadas em parceria com instituições tais como: a Comunidade Cruzeirinho do baixo Acará, o Hospital Universitário João de Barros Barreto, a Superintendência do Sistema Prisional do Estado do Pará, a Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Pará. Contribuindo para o alcance dos objetivos da Agenda 2030 que visa garantir que todos os seres humanos possam desenvolver o seu potencial quanto a dignidade e igualdade, em um ambiente saudável e acessível a todos.


Palavras-chave

Bibliotecas Universitárias. Desenvolvimento Sustentável. Desenvolvimento Social. Amazônia.


Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Giseli Adornato de Aguiar. Uso das ferramentas de redes sociais em bibliotecas universitárias: um estudo exploratório na UNESP, UNICAMP e USP. 2012. 184 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

ATLAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO NO BRASIL. 2013. Disponível em: http://www.atlasbrasil.org.br/2013. Acesso em: 30 ago. 2019.

CARPES, Gyance. Percepção de bibliotecários universitários quanto à relevância das redes sociais para o seu cotidiano profissional. 2011. 210 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2008. 630 p.

FACEBOOK. BIBLIOTECA CENTRAL UFPA. Disponível em: https://www.facebook.com/bcufpa/?ref=page_internal. Acessado em: 15 set. 2019.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ASSOCIAÇÕES E INSTITUIÇÕES DE

BIBLIOTECAS. As bibliotecas e as implementações da Agenda 2030 da ONU. 2015a. Disponível em: http://archive.ifla.org/III/eb/sust-dev02-sp.html. Acesso em: 30 jul. 2019.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ASSOCIAÇÕES E INSTITUIÇÕES DE

BIBLIOTECAS. As bibliotecas e a implementação da Agenda 2030 da ONU. 2015b. Disponível em: https://www.ifla.org/files/assets/hq/topics/libraries-development/documents/libraries-un-2030-agenda-toolkit-pt.pdf. Acesso em: 31 jul. 2019.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (BRASIL). Ranking IDMH municípios 2010. 2016. Disponível em: http://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/idh0/rankings/idhm-municipios-2010.html. Acesso em: 20 de set. 2019.

NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL (ONU BR). A ONU e o meio ambiente. 2016. Disponível em: https://nacoesunidas.org/acao/meio-ambiente. Acesso em: 20 jul. 2019.

NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL (ONU BR). A Amazônia e a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. [2018?]. 26 p. Disponível em:

https://www.mds.gov.br/webarquivos/Panamazonico/Panamazonico_biblio_port_Amazonia_Agenda2030.pdf. Acesso em: 30 de ago. 2019.

RODRIGUES, F. DE A.; SANT’ANA, R. C. G. Contextualização de conceitos teóricos no processo de coleta de dados de Redes Sociais Online. Informação & Tecnologia, v. 5, n. 1, p. 18–36, 2018. DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.2358-3908.2018v5n1.38077.

SACHS, I. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro:

Garamond, 2002. 95 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.18542/complexitas.v4i2.8050



Direitos autorais 2020 Complexitas – Revista de Filosofia Temática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Licença Creative Commons
Complexitas - Rev. Fil. Tem., Belém, PA, Brasil. ISSN:2525-4154 (online) - Email:revistacomplexitas@gmail.com. Está obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.