Cabeçalho da página

A LITERATURA LATINO- AMERICANA E AS ALEGORIAS NACIONAIS DE “CONCIERTO BARROCO”

Maryllú de Oliveira CAIXETA

Resumo

A identidade problemática da América Latina reflete-se na recorrência do tema na literatura realizada nessa parte do continente. As imagens de Caliban, do antropófago e a atribuição de um sentido barroco à experiência latino- americana caracterizam uma parte expressiva da literatura em questão. O “Concierto Barroco” de Carpentier exemplifica, por meio do personagem Amo, as dificuldades da elite crioula em encontrar uma origem nobre para si na Europa de seus avós e mesmo de identificar-se com ela. O personagem escravo músico Filomeno naturaliza a fabulação, assim como o Amo, e transita abusadamente entre as hierarquias, alegorizando o sentido barroco da identidade em questão. O jazz é o produto crioulo, antropofágico e barroco de negros cuja origem apagada na história foi substituída pela fabulação nos spiritual, num caminho musical que renovou a música moderna no mundo todo. É significativo que Carpentier tenha criado por meio de Filomeno a unidade da experiência americana, cuja fronteira é o México.

 

PALAVRAS- CHAVE: barroco; antropofagia. Literatura latino- americana.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/moara.v1i31.3614

           Resultado de imagem para capes