Logo do cabeçalho da página Novos Cadernos NAEA

Ecossocioeconomias urbanas: arranjos socioprodutivos, auto-gestão comunitária e desenvolvimento territorial sustentável

Silvio Lima Figueiredo, Carlos Alberto Cioce Sampaio, Mario Procopiuck, Isabel Jurema Grimm, Francisca de Paula Santos da Silva

Resumo

As disparidades socioeconômicas observáveis em todas as regiões do planeta convergiram em uma crise civilizatória em que a existência passa a ser orientada por uma lógica parametrizada pela acumulação e reprodução ampliada do capital. Este estudo traz ao debate novas práticas sociais assentes na reprodução social advinda de iniciativas independentes e relativamente bem-sucedidas que apontam caminhos inovadores a partir do conceito de ecossocioeconomias para captar a gênese das experimentações do cotidiano das cidades. Esta pesquisa é qualitativa, descritiva, interpretativa e abrange três casos de diferentes regiões do país: no Sul, as experiências das feiras livres; no Norte, o turismo de base comunitária; e no Nordeste, os coletivos culturais. Eles mostram a representatividade de economias comunitárias e arranjos socioprodutivos de base territorial.


Palavras-chave

Ecossocieconomia urbana; arranjos socioprodutivos; autogestão comunitária; desenvolvimento territorial sustentável


Texto completo:

Remoto PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v21i1.5407

Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536