Logo do cabeçalho da página Novos Cadernos NAEA

Uma utopia com os pés no chão: algumas considerações sobre práticas espaciais transformadoras

Ester Limonad

Resumo

Trata-se de traçar uma linha divisória entre as idealizações com uma visão de futuro encerradas em si mesmas e práticas alternativas fundadas em um referencial concreto com uma perspectiva de futuro em aberto. Tecemos algumas considerações acerca das potencialidades e limitações de práticas de planejamento alternativas na contemporaneidade, bem como do papel político da utopia enquanto elemento necessário para o empoderamento cidadão para uma ação social transformadora, destacando o potencial de mudança destas práticas para a construção de um espaço diferencial.


Palavras-chave

Utopia Concreta, Planejamento, Práticas Espaciais.


Texto completo:

PDF

Referências


BLOCH, E. El principio esperanza (I). Madrid: Trotta, [1959], 1964.

BUSQUET, G. Political Space in the Work of Henri Lefebvre: Ideology and Utopia. justice spatiale | spatial justice. [online]. Nanterre: Université Paris Ouest. n° 5 déc. 2012-déc. 2013 | dec. 2012-dec. 2013. 27 mar 2016.

BUTLER, C. Henri Lefebvre: Spatial Politics, Everyday Life and the Right to the City. New York: Routledge, 2012.

CARLOS, A.F.A. Em nome da cidade (e da propriedade). In BENACH, N.; ZAAR, M. H.; VASCONCELOS P. Jr., M. (eds.). Actas del XIV Coloquio Internacional de Geocrítica: Las utopías y la construcción de la sociedad del futuro. Barcelona: Universidad de Barcelona, 2016, . 27 mar 2018.

CERTEAU, M. A Invenção do Cotidiano 1. Artes de Fazer. Petrópolis: Vozes, 2007.

COSTA, G.M.; NÉDER, P.R. 2018 O papel da educação em planejamento urbano para o processo de emancipação social: reflexões a partir do caso brasileiro. Actas del XV Coloquio Internacional de Geocrítica: las ciencias sociales y la edificación de una sociedad post-capitalista. Barcelona: Universidad de Barcelona, 2018.

FORESTER, J. Critical Theory and Planning Practice. Journal of the American Planning Association, vol. 46, n. 3, p. 275-286, 1980.

FRIEDMAN, J. The Transactive Style of Planning. (From Retracking America - 1973). In FRIEDMAN, J. Insurgencies: Essays in Planning Theory. London: Routledge/RTPI, 2011. p. 15-28.

FURTADO. C. Cultura e desenvolvimento em época de crise. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

GALEANO, Eduardo. Las palabras andantes. Buenos Aires: Catálogos, 1993.

GRAMSCI. A. Concepção Dialética da História. São Paulo: Civilização Brasileira, 1978.

HARVEY, D. O Novo Imperialismo. São Paulo: Loyola, 2005.

HAYEK, F.A. O Caminho da Servidão. São Paulo: Instituto Ludwig von Mises Brasil, [1944], 2010.

HELLER, A.; FEHER, F. Anatomía de la izquierda occidental. Barcelona: Peninsula, [1985] 2000.

LEFEBVRE, H. The Production of Space. Oxford: Blackwell, 1991.

LEFEBVRE, H. The Survival of Capitalism. New York: ST. Martin’s Press, 1976.

LEFEBVRE, H. State, Space, World. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2009.

LIMONAD, E. Um novo planejamento ou um novo Estado para um novo Brasil? In LIMONAD, E.; CASTRO, E. (org.) Um novo planejamento para um novo Brasil?. Rio de Janeiro: Letra Capital – ANPUR, 2014. p.80-99.

LIMONAD, E. Muito além do jardim: planejamento ou urbanismo, do que estamos falando?. In COSTA, G. M.; COSTA, H. S. M.; MONTE-MÓR, R.L (org). Teorias e Práticas Urbanas: condições para a sociedade urbana. Belo Horizonte: C/Arte, 2015. p. 71-102.

LIMONAD, E. Utopias urbanas, sonhos ou pesadelos? Cortando as cabeças da Hidra de Lerna, In BENACH, N.; ZAAR, M.H.; VASCONCELOS P. Jr., M. (eds.). Actas del XIV Coloquio Internacional de Geocrítica: Las utopías y la construcción de la sociedad del futuro. Barcelona: Universidad de Barcelona, 2016, . 27 mar 2018.

LIMONAD, E.; MONTE-MÓR, R.L.; COSTA, H.S.M. O Brave New World? Considerações sobre experiências presentes para um futuro próximo. Actas del XV Coloquio Internacional de Geocrítica: las ciencias sociales y la edificación de una sociedad post-capitalista. Barcelona: Universidad de Barcelona, 2018.

MANNHEIM, K. Ideología y Utopía: Introducción a la sociología del conocimiento. México: Fondo de Cultura Económica, [1929], 1993.

MONTE-MÓR, R. L. Urbanização, sustentabilidade, desenvolvimento: complexidades e diversidades contemporâneas na produção do espaço urbano. In COSTA, G. M.; COSTA, H. S. M.; MONTE-MÓR, R.L (org). Teorias e Práticas Urbanas: condições para a sociedade urbana. Belo Horizonte: C/Arte, 2015. p. 55-69.

MONTE-MÓR, R. L. et al. The university and metropolitan planning: an innovative experience. Nova Economia, Belo Horizonte: Cedeplar-UFMG, vol. 26, p. 1133 – 1156, 2016.

PÉREZ TAPIAS, J. A. Mito, ideología y utopía. Posibilidad y necesidad de una utopía no mitificada. Gazeta de Antropología. [En línea]. Granada: Universidad de Granada, vol. 6, nº 04, 1988. 27 de mar 2018.

RANDOLPH, R. A origem estrutural da subversão em sociedades capitalistas contemporâneas, suas práticas baseadas na vivência cotidiana e um novo paradigma de um contra-planejamento. In COSTA, G. M.; COSTA, H. S. M.; MONTE-MÓR, R.L. (org) Teorias e Práticas Urbanas: condições para a sociedade urbana. Belo Horizonte: C/Arte, 2015. p. 103-127.

RANDOLPH, R. A utopia do planejamento e o planejamento da utopia: o longo caminho de um contra-planejamento até o alcance da justiça social. In BENACH, N.; ZAAR, M.H.; VASCONCELOS P. Jr, M. (eds.). Actas del XIV Coloquio Internacional de Geocrítica: Las utopías y la construcción de la sociedad del futuro. Barcelona: Universidad de Barcelona, 2016, 27 mar 2018.

RANDOLPH, R. 2018 O desafio à configuração do controle em sociedades contemporâneas: o modo subversivo de práticas sociais e sua contribuição para uma nova ordem. Actas del XV Coloquio Internacional de Geocrítica: las ciencias sociales y la edificación de una sociedad post-capitalista. Barcelona: Universidad de Barcelona, 2018

REICH, W. Psicologia de Massa do Fascismo. Porto: Edições Escorpião, [1933] 1974.

RIBEIRO, A.C.T. Teorias da Ação. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2014.

SASSEN, S. Expulsões. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v21i1.5810

Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536