Logo do cabeçalho da página Novos Cadernos NAEA

Movimento dos Trabalhadores Desempregados em Campinas (SP): o caso da ocupação Joana D’Arc

Jean Lucas Macedo Fernandes, Maria Vitória de Almeida, Bárbara Pereira Pedro

Resumo

O artigo analisa a ocupação Joana D’Arc, onde atua o Movimento dos Trabalhadores Desempregados (MTD) em Campinas/SP, entre 2013 e 2018. Foram realizadas observações e entrevistas, sob a ótica da Teoria do Processo Político (TPP), que fornece ferramentas conceituais para se pensar a mobilização política. De acordo com esta perspectiva, a coordenação entre os ativistas é crucial para produzir um ator coletivo – afinal, os agentes coletivos se formam em interação solidária durante o próprio processo. Assim, temos como hipótese que o MTD ganhou força enquanto ator coletivo a partir dos diversos confrontos com os órgãos públicos. A pesquisa de campo analisou as relações dos atores mais de perto, colaborando para a conclusão de que o MTD estabelece diversas tensões com o Estado. O movimento traz uma nova perspectiva sobre a questão habitacional e do direito à moradia digna em Campinas.


Palavras-chave

Movimentos Sociais. Movimento de Moradia. Habitação. Campinas.


Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, A. As teorias dos movimentos sociais: um balanço do debate. Lua Nova, São Paulo, n. 76, p. 49-86, 2009.

CAMPINAS. Secretaria Municipal de Habitação. Plano Municipal de Habitação de Campinas. Campinas: Secretaria Municipal de Habitação, 2011. 487 p. Disponível em: http://www.campinas.sp.gov.br/governo/habitacao/plano-habitacao.php. Acesso em: 30 jul. 2019.

COSTA, M. Interesses empresariais põem fim à Ocupação Joana D'Arc em Campinas. Brasil de Fato, Campinas, 1 mar. 2018. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2018/03/01/interesses-empresariais-poem-fim-a-ocupacao-de-seis-anos-em-campinas/. Acesso em: 12 jun. 2018.

DAGNINO, E. et al. A disputa pela construção democrática na América Latina. São Paulo: Paz e Terra; Campinas: UNICAMP, 2006.

DEMAZIÈRE, D. Sociologie du chômage. Paris: La Découverte, 1995.

FELTRAN, G. Desvelar a política na periferia: histórias de movimentos sociais em São Paulo. São Paulo: Associação Editorial Humanitas/Fapesp, 2005. p. 21-61.

GOULART, P. M. Sem medo do desemprego: o caso do movimento dos trabalhadores desempregados. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 15, n. 1, p. 137-160, 2003.

HABITAÇÃO atualiza cadastro de famílias da Ocupação Joana D’Arc. Prefeitura de Campinas, Campinas, 25 jan. 2018. Disponível em: http://www.campinas.sp.gov.br/noticias-integra.php?id=33441. Acesso em: 30 jul. 2019.

LEAL, G. F. Trabalhadores desempregados e luta coletiva: dificuldades e possibilidades. Caderno CRH, Salvador, v. 24, n. 63, p. 647-662, 2011.

MACHADO, R. C. F. Demitidos da vida: quem são os sujeitos da base do movimento dos trabalhadores desempregados? 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

McADAM, D. Political process and the development of black insurgency 1930-1970. Chicago/London: Chicago Press, 1982. p. 36-59.

McADAM, D. Orígenes terminológicos, problemas actuales, futuras líneas de investigación. In: McADAM, D.; McCARTHY, J.; ZALD, M. (Eds.). Movimientos sociales: perspectivas comparadas. Madrid: Istmo, 1999. p. 49-70.

McADAM, D.; TARROW, S.; TILLY, C. Para mapear o confronto político. Lua Nova, São Paulo, n. 76, p. 11-48, 2009.

MEYER, D. Protest and political opportunity. Annu. Rev. Sociol., Palo Alto (EUA), n. 30, p. 125-145, 2004.

REMOÇÕES de famílias por obras aumentam em 64% o número do auxílio moradia em Campinas. G 1, Campinas, 10 dez. 2018. Disponível em: Acesso em: 30 jul. 2019.

REVISTA IDEIAS. Campinas: UNICAMP, v. 5, n. 2, p. 7-122, 1999.

TARROW, S. O poder em movimento: movimentos sociais e confronto político. Petrópolis: Editora Vozes, 2009.

TARROW, S. Contentious politics. In: DELLA PORTA, D.; DIANI, M. (Orgs.). The oxford handbook of social movements. Oxford: UP, 2015.

TATAGIBA, L.; PATERNIANI, S. Z.; TRINDADE, T. A. Ocupar, reivindicar, participar: sobre o repertório de ação do movimento de moradia de São Paulo. Opinião Pública, Campinas, v. 18, p. 399-426, 2012.

TILLY, C. Contentious repertoires in Great Britain. In: MARK, T. (Ed.). Repertoires and cycles of collective action. Durham: Duke University Press, 1995.

TILLY, C.; TARROW, S. Contentious politics. London: Paradigm Publishers, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v22i2.5940

Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536