Logo do cabeçalho da página Novos Cadernos NAEA

Migração e desenvolvimento: uma análise do município de Barcarena-PA

Brena Regina Lopes Machado, Hyngrid Athe Conceição Silva, Jonatha Rodrigo de Oliveira Lira

Resumo

Este artigo apresenta uma análise das principais mudanças enfrentadas pela cidade de Barcarena, uma vez que foi escolhida para sediar vários projetos industriais e portos para embarques de produtos industrializados e principalmente mercadorias para o Japão, Estados Unidos e vários países europeus. Analisamos o processo de migração, suas motivações, reflexos e, como se relacionam, sobretudo, com a chegada de empresas, que provocaram transformações demográficas e econômicas em Barcarena. Nesse sentido, o desenvolvimento econômico é discutido no contexto da fase de construção do porto e da operação das empresas Albras e Alunorte. Isso é particularmente discutido, dada a reorganização espacial e territorial, e a contradição observada desde a década de 1990, em relação a esse município como tendo um dos maiores PIB e PIB per capita do estado do Pará, apesar dos registros de baixos índices de desenvolvimento humano.


Palavras-chave

Barcarena. Migração. Desenvolvimento. Território.


Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, M. O que é um estudo de caso qualitativo na educação? Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 22, n. 40, p. 95-103, jul./dez. 2013.

ATLAS BRASIL. Atlas de desenvolvimento humano no Brasil. Brasília: PNUD, IPEA, FJP, 2013. Disponível em: http://www.atlasbrasil.org.br/2013/. Acesso em: 06 out. 2019.

BECKER, O. M. S. Mobilidade espacial da população: conceitos, tipologia, contextos. In: CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. C.; CORRÊA, R. L. (org.). Explorações geográficas. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006. p. 319-367.

CARMO, E. D. do. O território educa e politiza na(s) Amazônia(s): os processos sócio-culturais da comunidade Nova Vida e as dinâmicas de expansão industrial em Barcarena. 2010. 230 f. Tese (Doutorado em Educação) – Departamento de Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

DEPARTAMENTO DE PATRIMÔNIO HISTÓRICO - DEPAH. O Iphan. Brasília, DF: IPHAN, 1985. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/702/. Acesso em: mar. 2018.

DURAND, J.; LUSSI, C. Metodologia e teorias no estudo das migrações. Jundiaí: Paco Editorial, 2015.

FUNDAÇÃO AMAZÔNIA DE AMPARO A ESTUDOS E PESQUISAS. Estatísticas municipais paraenses: Barcarena. Belém: FAPESPA, 2011.

FUNDAÇÃO AMAZÔNIA DE AMPARO A ESTUDOS E PESQUISAS. Produto Interno Bruto Municipal: divulgação da série do PIB do Pará 2002 a 2014 (Ano de referência 2010). Belém: FAPESPA, 2016.

HAESBAERT, R. O mito da desterritorialização. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

HAZEU, M. T. Barcarena: trabalho e mobilidade numa fronteira amazônica globalizada. Textos & Debates, Boa Vista, n. 27, v.1, p. 123-146, jan./jun. 2015.

HAZEU, M. T. O não-lugar do outro: sistemas migratórios e transformações sociais em Barcarena. 2015. 335f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido) – Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo demográfico 1950-2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/barcarena/panorama. Acesso em: 17 fev. 2018.

JORNAL VILA DOS CABANOS. Barcarena, jul. 1994.

LIMA, J. B.; FERREIRA, J. A. Gestão do território e impactos sócio-ambientais na Amazônia Paraense. Parte 1 - Gestão do Território e Grandes Projetos. Mineração na Amazônia: Organização Econômica do Território em Barcarena-PA (2009-2015). Belém: GAPTA/UFPA, 2018.

MACHADO, B. R. L. et al. Migración y desarrollo en el municipio de Barcarena-PA. In: ALAP – ASOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE POBLACIÓN, 8., 2018, Puebla. Anais […]. Puebla: ALAP, 2018. Disponível em: http://www.alapop.org/Congreso2018/PDF/Poster/00562.pdf. Acesso em: 8 out. 2019.

MACHADO, B. R. L. et al. Migração e desenvolvimento no município de Barcarena-PA. In: ABEP – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 21., 2019, Poços de Caldas. Anais […]. Poços de Caldas: ABEP, 2019. Disponível em: http://www.abep.org.br/publicacoes/index.php/anais/article/view/3307/3166. Acesso em: 4 out. 2019.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARÁ. Do surgimento do distrito industrial de Barcarena. Ministério Público Federal. Ref. Inquérito Civil Público nº 1.23.000.000661/2015-70. Belém: MPPA, 21 out. 2016. 52 p.

NAHUM, J. S. O uso do território em Barcarena: modernização e ações políticas conservadoras. 2006. 126 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2006.

NASCIMENTO, N. S. F.; HAZEU, M. T. Grandes empreendimentos e contradições sociais na Amazônia: a degradação da vida no município de Barcarena, Pará. DOI: http://dx.doi.org/10.18315/argumentum.v7i2.10533. Argumentum, Vitória, v. 7, n. 2, p. 288-301, jul./dez. 2015.

OLIVEIRA, E. L. de; GIVISIEZ, G. H. N. Trabalho e movimento pendular nas cidades médias brasileiras In: ALAP – ASOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE POBLACIÓN, 8., 2018, Puebla. Anais […]. Puebla: ALAP, 2018. Disponível em: http://www.alapop.org/Congreso2018/PDF/00534.pdf. Acesso em: 8 out. 2019.

PEIXOTO, J. P. As teorias explicativas das migrações: teorias micro e macro-sociológicas. SOCIUS Working Papers, Lisboa, n. 11, p. 1-36, 2004.

SANTOS, H. de S. Uma história de Barcarena. 2000. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Pará, Belém, 2000.

SANTOS, M. O espaço dividido: os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. 2. ed. 1. reimpr. São Paulo: EDUSP, 2008.

SANTOS, M. Por uma economia política da cidade. 2. ed., 1. reimp. São Paulo: EDUSP, 2012.

SEMED. Secretaria Municipal de Educação de Barcarena. Cadastro de estudantes: setor passe escolar. Barcarena: SEMED, 2019.

TOURINHO, H. L. Z. (coord.) Repercussões sócio-econômicas do complexo industrial Albras/Alunorte em sua área de influência imediata. Belém: IDESP, 1991. 337 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.5801/ncn.v22i3.6497

Flag Counter

Print ISSN: 1516-6481 – Eletrônica ISSN: 2179-7536