Cabeçalho da página

A sustentabilidade na cadeia produtiva de óleo de palma no Brasil: o caso da Agropalma

Susane C. G. Ferreira, Claudia Azevedo-Ramos

Resumo

A tendência global de buscar produções mais sustentáveis chegou à cadeia de palma de óleo (ou dendê), apontada como um dos motores de desmatamento nos trópicos.  A “Round Table on Sustainable Palm Oil” - RSPO tem proposto padrões de sustentabilidade, seguindo uma tendência de mercado. Outros selos de qualidade também emprestam credibilidade às empresas. O grupo Agropalma é um relevante player do óleo de palma no Brasil e, portanto, de grande visibilidade. O presente estudo revisou os compromissos de sustentabilidade declarados pela Agropalma, sua inserção no sistema de certificações e como estudos recentes avaliam sua performance socioambiental. A Agropalma tem demostrado interesse na melhoria de sua performance comprovado pela conquista de 12 selos de qualidade e certificação de acordo com os padrões RSPO. No entanto, a sustentabilidade socioambiental de sua atividade produtiva tem sido criticada por diversos estudos, em especial quanto a sua relação com pequenos agricultores (e.g., assimetria nos contratos, concentração de terras e endividamento do agricultor). A sustentabilidade da cadeia do dendê interessa a diferentes stakeholders. Dessa forma, a melhoria dos padrões de sustentabilidade na produção do dendê dependerá de críticas construtivas por parte dos pesquisadores, ações efetivas por parte da empresa e um aperfeiçoamento dos processos de monitoramento pelos órgãos certificadores para que haja um fortalecimento dos processos de certificação da cadeia da palma.

Palavras-chave: Agropalma. Certificação. Palma. Sustentabilidade


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/papersnaea.v29i1.8792

Apontamentos

  • Não há apontamentos.