Cabeçalho da página

Parque Estadual da Costa do Sol (RJ): patrimônio natural estratégico para o turismo regional?

Yasmin Xavier Guimarães Nasri, Marta de Azevedo Irving, Marcelo Augusto Gurgel de Lima

Resumo

O processo de criação e gestão de áreas protegidas tem sido reconhecido como um caminho essencial para a conservação da biodiversidade e para a valorização do patrimônio cultural local. Com base nessa afirmação, o presente artigo busca interpretar o potencial do Parque Estadual da Costa do Sol, patrimônio natural estratégico para a conservação da biodiversidade regional em território fluminense, como núcleo indutor para o planejamento turístico, na Região Turística da Costa do Sol. Para atingir o objetivo proposto, foram realizados levantamento e leitura crítica do referencial bibliográfico sobre o tema, além de observação direta do Conselho Consultivo do PECS e, de conversas informais com os atores-chave vinculados à gestão regional, entre 2016 e 2018. Para a sistematização do material levantado, foi utilizado o software de interpretação de dados qualitativos, ATLAS.ti., que possibilitou a construção de duas matrizes-síntese para orientar o processo analítico. Os resultados argumentam em favor da tese proposta, uma vez que o PECS representa a principal área protegida dessa região turística e uma das principais motivações para o fluxo turístico e para a dinamização regional. Sendo assim, esse poderia funcionar como polo indutor para uma mudança paradigmática para o turismo regional, na articulação entre natureza e cultura.

Palavras-chave: Patrimônio Natural e Cultural. Unidades de Conservação. Turismo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/papersnaea.v29i3.9854

Apontamentos

  • Não há apontamentos.