Cabeçalho da página

Sistema de turismo de uma vila amazônica: o caso de Alter do Chão (Santarém, Pará, Brasil)

Sandra Maria Sousa da Silva, Luciana Gonçalves de Carvalho, Silvio José de Lima Figueiredo

Resumo

Este estudo foi desenvolvido na vila de Alter do Chão, no município de Santarém, Pará. A vila, que é um dos principais destinos turísticos da região, fica na margem direita do rio Tapajós, em seu baixo curso, na confluência deste com o Lago Verde. Aliando pesquisas documental e bibliográfica com entrevistas semiestruturadas realizadas em campo, o estudo dedicou-se, entre outros objetivos, à identificação e à descrição dos componentes que constituem o Sistema de Turismo da vila de Alter do Chão. Para tanto, baseou-se principalmente nas vertentes teóricas adotadas por Beni (2003), considerando os subsistemas identificados nos conjuntos das Relações Ambientais, da Organização Estrutural e das Ações Operacionais do Sistur: os subsistemas ecológico, econômico, social, cultural, superestrutura, infraestrutura, mercado, oferta, demanda, produção, distribuição e consumo. Observou-se que em Alter do Chão, predomina a ênfase nos componentes ecológicos (como atrativos majoritários) e econômicos (como geração de renda), que são amplamente divulgados pelos meios midiáticos. Contudo o estudo demonstra que, devido à sazonalidade do turismo na localidade, deve-se buscar a diversificação de serviços e produtos voltados para outros componentes do sistema, destacadamente o cultural e o social. Conclui-se que, para alcançar essa necessária diversificação, é imprescindível conhecer o Sistur e suas estruturas, de maneira a assegurar um equilíbrio entre todos os seus componentes e otimizar a dinâmica do sistema, assegurando, consequentemente, benefícios econômicos, sociais, culturais, ecológicos e estruturais para a população local.

Palavras-chave: Sistema. Turismo. Vila Amazônica.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/papersnaea.v29i3.9879

Apontamentos

  • Não há apontamentos.