Logo do cabeçalho da página Agricultura Familiar: Pesquisa, Formação e Desenvolvimento

Divisão social do trabalho no extrativismo de mangaba no nordeste e norte do Brasil

Dalva Maria da Mota, Heribert Schmitz, Josué Franciso da Silva Júnior, Thiara Fernandes

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar o cotidiano de mulheres, homens e crianças na coleta de mangaba, autodenominados "catadores" (no Nordeste do Brasil) e "apanhadores" (no Norte). Privilegiamos a divisão social do trabalho em diferentes espaços (casa e campos de coleta) e atividades (coleta, pós-coleta e transporte). A pesquisa foi realizada nos estados da Bahia, Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pará entre os anos de 2003 e 2009 por uma equipe interinstitucional e interdisciplinar. Os principais resultados mostram que a despeito de existirem diferenças no extrativismo no Nordeste e Norte do Barsil o trabalho de homens mulheres aporta importantes recursos para a reprodução social das suas famílias.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/raf.v0i5-8.4471

Apontamentos

  • Não há apontamentos.