Logo do cabeçalho da página Agricultura Familiar: Pesquisa, Formação e Desenvolvimento

A validação de ferramentas metodológicas para a pesquisa agronômica em meio real: O modelo STICS e a avaliação agronômica do plantio associado entre bananeira (Musa acuminata cultivar Cavendish "Grande Naine") e o feijão-de-porco (Canavalia ensiformis (L.) D. C.).

Luis Mauro Santos Silva

Resumo

Através de uma cooperação entre a UFPA/CA/NEAF/MAFDS e o INRA de Guadalupe-França, o presente artigo aborda uma temática agronômica que vem ganhando destaque em vários Institutos de Pesquisa do mundo. Trata-se da construção de ferramentas de análise para os diversos sistemas de cultivos agrícolas e ainda a construção de referênciais técnicos em meio real. Nesta análise, a base de conhecimentos agronômicos nos campos experimentais tem um papel fundamental (os modelos gerais de funcionamento da planta), porém carecem de uma maior aproximação da realidade das parcelas dos agricultores, ou seja, considerar a ampla diversidade do meio cultivado e seus processos produtivos. E nesta linha, se propõe a aplicação/validação de modelizadores de agroecossistemas que possam garantir o caráter da complexidade destes sistemas de cultivo e refletir sobre as possibilidades de adaptação de ferramentas de análise utilizadas em meio controlado (campo experimental) para um estudo de parcelas cultivadas por agricultores.

Neste caso particular, aplicou-se um modelo de simulação de agroecossistemas (o modelo STICS), no momento em que se realizou um estudo experimental em três parcelas de bananeiras. Foram estudadas algumas possibilidades de realização do consórcio da bananeira com leguminosa e, ao mesmo tempo, validou-se o uso da modelização como ferramenta eficaz na cosntrução de possíveis cenários de novos agroecossistemas sustentáveis.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/raf.v4i4.4488

Apontamentos

  • Não há apontamentos.