Logo do cabeçalho da página Agricultura Familiar: Pesquisa, Formação e Desenvolvimento

O sistema agrário da margem esquerda do Baixo Amazonas: um estudo sobre a dinâmica da Amazônia Tradicional

Myriam Cyntia Cesar de Oliveira

Resumo

O Sistema Agrário da região do Baixo Amazonas, sobretudo da sua margem esquerda, ao longo de seu processo de evolução viveu momentos importantes de mudanças e hoje passa por um novo momento de adaptação. Área integrante da chamada Amazônia Tradicional, essa região teve sua história agrária marcada pela influência de longos ciclos econômicos e por uma mudança lenta dos sistemas de produção, mantendo por muito tempo características dos sistemas tradicionais praticados pelas populações caboclas. No entanto, nos últimos 20 anos as mudanças no meio sócio-econômico local e as mudanças cada vez mais rápidas na vida social e política do país modificaram o ritmo de exploração e têm exigido que os sistemas de produção também se adaptem mais rapidamente. Aqueles que não conseguem acompanhar esse ritmo e promover as mudanças em tempo hábil, geralmente enfrentam sérios problemas de sustentabilidade econômica nos seus sistemas, estando uns em processo de profunda descapitalização e outros já descapitalizados, como é o caso de famílias nas áreas ribeirinhas. Por outro lado, aqueles que têm conseguido se inserir melhor no mercado e adequar seus sistemas de produção ao novo cenário regional e nacional têm apresentado melhores condições de garantir sua reprodução social. Esse estudo foi realizado utilizando-se o método da Análise-Diagnóstico de Realidades Agrárias, de maneira a identificar e hierarquizar os fatores condicionantes das escolhas dos agricultores e compreender como esses interferem nas transformações da agricultura local.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/raf.v4i4.4489

Apontamentos

  • Não há apontamentos.