Logo do cabeçalho da página Agricultura Familiar: Pesquisa, Formação e Desenvolvimento

Estudo de trajetórias de desenvolvimento local e da construção do espaço rural no Nordeste semi-árido

Pedro Carlos Gama da Silva, Eric Sabourin, Patrick Caron, Bernard Hubert

Resumo

O estudo das trajetórias de desenvolvimento é um instrumento elaborado para poder explicitar e representar as transformações dos sistemas de produção e das formas de organização dos atores na escala local. O exemplo da pequena região de Massaroca (Juazeiro-Bahia) apresenta uma ilustração desta metodologia que valoriza a história agrária, a abordagem espacial e apoia-se em entrevistas de agricultores e técnicos locais. Resultados dos estudos de trajetórias de desenvolvimento efetuados em várias localidades do Nordeste semi-árido são objeto de uma análise comparativa. Ela é realizada por meio: (1) da interpretação da diversidade ou da semelhança das evoluções em locais distintos para épocas dadas e, (2) da interpretação de evoluções parecidas em locais e momentos diferentes. A comparação evidencia mecanismos diferenciados de evolução das dinâmicas rurais. Ela contribui para o entendimento e a representação das condições e dos processos de diferenciação das situações agrárias. A caracterização das situações estudadas permite a identificação de “tipos de espaço” diferenciados. A cada “tipo” correspondem formas de organização local específicas, estratégias e práticas semelhantes. A análise dos mecanismos de transição entre estas situações leva à identificação de um modelo de evolução das pequenas regiões. Cadeias de evolução dos espaços locais são assim evidenciadas. Finalmente, os autores tratam da validade do modelo aplicado ao caso da agricultura familiar do Nordeste semi-árido com a perspectiva de identificar as possibilidades de ação de apoio ao desenvolvimento rural.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/raf.v1i2.4533

Apontamentos

  • Não há apontamentos.