Logo do cabeçalho da página Agricultura Familiar: Pesquisa, Formação e Desenvolvimento

Inovação institucional, planejamento municipal e organização dos produtores no nordeste brasileiro: análise comparativa de três experiências

Eric Sabourin, Pedro Carlos Gama da Silva, Patrick Caron

Resumo

O planejamento em nível municipal mostra-se cada vez mais necessário, no entanto, carece referências, métodos e instrumentos que permitam a elaboração de projetos com base em uma negocioação a partir de um diálogo entre os diferentes atores do desenvolvimento. O trabalho apresenta algumas reflexões sobre a participação das organizações de produtores nos processos de decisão em projetos municipais, a partir do estudo de três casos característicos da agricultura nordestina: Juazeiro-BA, Pintadas-BA, Taiá-CE. O estudo comparativo considera em particular as condições de participação dos produtores nas ações de planejamento municipal e as respectivas estratégias dos diferentes atores envolvidos (produtores, lideranças políticas, instituições, entre outros). As principais conclusões evidenciam: a condição da organização dos produtores em todo processo de planejamento do desenvolvimento rural municipal; a necessidade e os limites das relações de parceria ou de alianças com outros grupos sociais no conetxto nordestino: o papel da intervenção da pesquisa, particularmente na contribuição para a produção e difusão da informação, e elaboração de métodos e instrumentos de apoio a tomada de decisão; a importancia da apropriação. A pesquisa agronômica pode ter um papel fundamental junto aos atores locais e as organizações de produtores.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/raf.v1i1.4552

Apontamentos

  • Não há apontamentos.