Cabeçalho da página

INTERVENÇÃO EM GRUPO PARA ENSINO DE PRÁTICAS PARENTAIS A MÃES DE CRIANÇAS COM PROBLEMAS DE COMPORTAMENTO

Alex Eduardo Gallo, Leonardo Cheffer, Amanda Oliveira de Morais, Geysa Machado Cascardo, Ariadne Cristina Suzuki de Lima, Angélica Cubas Duarte

Resumo

O presente estudo avaliou os efeitos de um programa de intervenção com o objetivo de ensinar práticas parentais a oito mães de crianças com queixa clínica de problemas de comportamento. O programa é uma replicação de estudo anterior, consistindo de 10 sessões de intervenção para avaliar adesão e resultados em população diferente. Foram utilizados Child Behavior Checklist (CBCL), entrevista com as mães e Inventário de Estilos Parentais (IEP). Vários temas foram trabalhados, como o estabelecimento de limites, regras e análise funcional dos comportamentos inadequados dos filhos. Os dados foram comparados com o estudo anterior no qual foram baseados, que consistiu em seis sessões com os mesmos temas, acrescidos de dois instrumentos de avaliação (Inventário de Depressão e Escala de Autoestima), e foi conduzido com mães de adolescentes infratores. Das oito participantes, somente três terminaram o programa, indicando baixa adesão. Os resultados indicaram diminuição nos problemas de relacionamento com os filhos (pré-teste médio no CBCL de 76,8 e pós-teste de 66,3; pontuação média pré-teste no IEP de –1,57 e pós-teste de 5,33). Esses resultados são próximos aos encontrados anteriormente (pré-teste médio no CBCL de 67,4 e pós-teste de 52,2; pontuação média pré-teste no IEP de –21 e pós-teste de –11,5).Palavras-chave: práticas parentais, intervenção em grupo, problemas de comportamento.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v6i2.1118