Cabeçalho da página

Análise do Controle de Estímulos resultante da Manipulação do número de escolhas em Treino Discriminativo com Macacos-Prego (Sapajus Sp.)

Lidianne L. Queiroz, Romariz S. Barros, Ana Leda F. Brino, Valentina Truppa

Resumo

Estudos anteriores avaliaram o efeito da apresentação de múltiplas cópias de S- em treino de discriminação simples simul¬tânea S+/S-. O presente estudo avaliou se, nesse tipo de procedimento, algum controle pelas características nominais dos estímulos se desenvolve, além do controle pela singularidade do S+ (Experimento I). Adicionalmente, o presente estudo avaliou qualitativamente as relações de controle produzidas neste tipo de procedimento (Experimento II). No Experimento I, macacos-prego (Sapajus sp.) foram submetidos a treino discriminativo com três tipos diferentes de tentativas (duas, quatro e nove escolhas). Um teste de controle de estímulos avaliou se o repertório aprendido podia ser mantido quando os estímulos utilizados nos três tipos de tentativa eram apre¬sentados na forma de duas escolhas. Os resultados apontam claramente controle pelas características nominais dos estímulos. No Ex¬perimento II, o procedimento de máscara foi utilizado para identificar as relações de controle (por seleção e/ou rejeição) desenvolvidas. Os resultados mostram sólido controle por rejeição para ambos os sujeitos, com controle por seleção também presente para um dos sujeitos. O presente trabalho contribui no sentido de aprofundar a análise do controle de estímulos em estudos sobre a manipulação do número de escolhas em treino discriminativo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v7i1.1436