Cabeçalho da página

Discriminação Simples e Pareamento ao Modelo com Estímulos Bidimensionais em Macacos-Prego Infantes

Carlos B. A. Souza, Liane J. S. Dahás, Romariz S. Barros

Resumo

Investigou-se a possibilidade de ensinar discriminações simples com mudanças sucessivas nas funções dos estímulos (DSMS) e matching-to-sample de identidade (IDMTS) com estímulos bidimensionais a dois macacos-prego (Sapajus sp.) infantes (M24 e M25) e experimentalmente ingênuos. O treino de DSMS alternou tentativas nas quais apenas um estímulo era apresentado (tentativa com estímulo único) com tentativas com dois ou mais estímulos apresentados simultaneamente. Foi feita uma redução gradual da probabilidade de reforçamento nas tentativas com estímulo único, aproximando esse treino ao de IDMTS. Foram necessárias 52 sessões de treino para M25 e 59 sessões para M24 até que o critério de aprendizagem fosse alcançado. O treino de IDMTS iniciou com dois modelos e duas comparações e continuou até atingir quadro modelos e quatro comparações. Foram necessárias 48 sessões com M24 e 51 com M25 para que as discriminações fossem aprendidas. Os resultados demonstraram que macacos-prego infantes podem adquirir ambos os repertórios. Os resultados são comparados com os de macacos-prego adultos nas mesmas tarefas e com os de macacos-prego adultos e infantes nas mesmas tarefas realizadas com objetos tridimensionais.

 

Palavras-chave: Discriminação simples; matching-to-sample de identidade; macaco-prego infante.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v7i2.1449