Cabeçalho da página

O EFEITO DE DIFERENTES TIPOS DE CONSEQUÊNCIAS CULTURAIS NA SELEÇÃO DE CULTURANTES

Fábio Henrique Baia, Felipe Fernandes Azevedo, Saulo Mendonça Segantini, Rafael Peres Macedo, Laércia Abreu Vasconcelos

Resumo

Investigou-se o uso de consequências individuais e culturais de diferentes tipos na determinação da seleção de culturantes em metacontingências. Participaram do estudo 18 universitários distribuídos em dois grupos: Grupo Bens para Si (GBS) e Grupo Bens para Outros (GBO). Cada grupo foi composto por oito gerações. Cada geração foi composta por duplas. Ao fim de cada geração o participante mais antigo deixava o experimento e era substituído por novo membro ingênuo. O GBS recebeu consequências individuais (CI) e consequências culturais (CC) trocáveis por dinheiro. O GBO recebeu CI trocáveis por fotocópias, e CC trocáveis por materiais escolares doáveis a um projeto social. Havia duas fases: na Fase Aquisição CI e CC estavam disponíveis. Na Fase Extinção a geração 7 foi exposta apenas à CI sem CC e na geração 8, não havia CI nem CC. Os resultados indicam que a seleção de operantes e culturantes na Fase Aquisição ocorreu de modo similar em ambos os grupos. Na Fase Extinção nota-se maior sensibilidade do GBO à retirada das CC. Esses resultados sugerem que o uso de CI e CC de diferentes tipos influenciam na manutenção de culturantes. Discute-se as implicações dos resultados para o conceito de metacontingência.

Palavras-Chave: consequências culturais, consequências individuais, metacontingências, seleção cultural


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v11i2.1528