Cabeçalho da página

O CONCEITO DE COMPORTAMENTO OPERANTE COMO PROBLEMA

Sílvio Paulo Botomé

Resumo

Desde antes do artigo de Watson “A Psicologia como um behaviorista a vê” (1913), está em questionamento o que é o objeto de estudo e de intervenção em Psicologia. O questionamento, no âmbito da Filosofia, por Bertrand Russell, em 1927, indicava problemas também com o que foi proposto por Watson naquele manifesto. Skinner e vários cientistas e profissionais que se seguiram a ele deram início ao desenvolvimento do conceito de “comportamento”, particularmente o “operante”, o qual, junto com o conceito de “contingência de reforçamento”, possibilitaram uma grande mudança na concepção do objeto de estudo e trabalho da Psicologia. Tal modificação ainda continua com questões e controvérsias importantes, embora seja a contribuição científica mais consistente, duradoura e coerente com as concepções de Ciência que se configuraram até o final do século XX, para a humanidade. A precisão dos conceitos envolvidos com esses dois termos também é objeto de exames, análises, avaliações e mostram imprecisões e controvérsias várias a resolver como parte dos problemas de desenvolvimento da Análise Experimental do Comportamento e do trabalho dos analistas de comportamento para o desenvolvimento de novos comportamentos relevantes na sociedade. Tais conceitos são examinados como parte da constituição dos conceitos de “comportamento operante”, distinto de “resposta”, de atividade ou de “contingência de reforçamento”. O comportamento como um sistema de interações entre classes de aspectos de um ambiente, classes de atividades de um organismo e classes de aspectos de um ambiente subsequente às atividades desse organismo constitui o objeto de exame desse texto. Talvez o conceito de comportamento ainda seja mais parte do problema do que de uma solução no âmbito do trabalho com tal tipo de fenômeno.

Palavras-chave: comportamento operante, classes de respostas, contingências, contingências de reforçamento, tríplice contingência.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v9i1.2130