Cabeçalho da página

UM PANORAMA DE ESTUDOS NACIONAIS SOBRE A AQUISIÇÃO DE NOMEAÇÃO EM PROCEDIMENTOS COM EQUIVALÊNCIA DE ESTÍMULOS E USUÁRIOS DE IMPLANTE COCLEAR

Átila Moreira Cedro, Anna Christina P. M. Passarelli, Edson Massayuki Huziwara

Resumo

O presente artigo teve por objetivo descrever e analisar, criticamente, o conjunto de experimentos conduzidos por pesquisadores brasileiros a respeito de equivalência de estímulos, nomeação e implante coclear, publicados entre 2008 e 2013. Para tanto, realizou-se um levantamento bibliográfico, em periódicos da área da análise do comportamento e em bancos de teses e dissertações, selecionando-se trabalhos sobre equivalência de estímulos, implante coclear e nomeação. Foram analisados 11 estudos. Após a análise dos estudos, tornou-se possível sugerir que os procedimentos de ensino, comumente aplicados em participantes com implante coclear, foram mais eficientes para estabelecer comportamentos de seleção de figuras e de palavras impressas – ambos considerados repertório receptivo –, do que para estabelecer comportamentos de nomeação de figuras e de palavras impressas, que são comportamentos associados à leitura expressiva. Nesta perspectiva, percebe-se como são necessários avanços tecnológicos nos procedimentos de ensino que se propõem a instalar e manter comportamentos associados à leitura expressiva, a ponto de serem tão eficazes quanto os procedimentos de ensino que instalam e mantêm o repertório receptivo.

Palavras chave: equivalência de estímulos, implante coclear, nomeação.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v10i1.2552