Cabeçalho da página

DISCRIMINAÇÃO CONDICIONAL: DEFINIÇÕES, PROCEDIMENTOS E DADOS RECENTES

Paula Debert, Maria Amalia Pie Abib Andery

Resumo

O trabalho apresenta, inicialmente, uma caracterização das diferenças entre discriminação simples e condicional e discute a pertinência do conceito de discriminação condicional para o estudo de comportamentos complexos. Esta caracterização é seguida de uma breve revisão do desenvolvimento histórico de modelos conceituais sobre discriminação condicional até suas formulações mais recentes. A necessidade de uma eventual reformulação deste conceito é apontada com base em considerações críticas a respeito da definição de discriminação mais recorrentemente empregada e com base nos resultados de estudos que envolveram alternativas metodológicas para o estabelecimento de relações condicionais emergentes. Palavras-chave: discriminação condicional, comportamento complexo, matching-to-sample, go/no-go


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v2i1.801