Cabeçalho da página

UM EXEMPLO PARADIGMÁTICO DAS RELAÇÕES CONFLITUOSAS ENTRE CIÊNCIA E IDEOLOGIA: A RESISTÊNCIA AO BEHAVIORISMO NA FRANÇA

Esteve Freixa i Baqué

Resumo

Ciência e ideologia sempre mantiveram relações conflituosas, caracterizadas como interdependentes e interfecundantes (às vezes, de intercontaminação). A história da ciência é rica em exemplos desses diferentes tipos de relações. Esse século (XXI) nos oferece ainda um panorama amplo das vigorosas polêmicas e controvérsias, tal como o criacionismo versus o darwinismo, ou, o que é o foco desse artigo, a resistência na França em adotar um “novo” paradigma em psicologia: o comportamentalismo. No contexto de uma abordagem psicanalítica historicamente dominante, e com o apoio das posições anti-científicas geradas pelo medo, pela insegurança e pelo desamparo frente às tecnologias atuais, potentes e eficazes, em campos tão distintos como a física nuclear, a genética ou a embriologia, o behaviorismo inspira uma grande repulsa e produz uma forte resistência à sua adoção. Esse artigo explora alguns aspectos das oposições ideológicas ao behaviorismo em nossas latitudes.

Palavras-chave: ciência, ideologia, comportamentalismo


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v3i1.820