Cabeçalho da página

CONTROLE RESTRITO EM UMA TAREFA DE MATCHING-TO-SAMPLE COM PALAVRAS E SÍLABAS: AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UMA CRIANÇA DIAGNOSTICADA COM AUTISMO

Cássia Leal Da Hora, Marcelo Frota Lobato Benvenuti

Resumo

Os objetivos do presente estudo foram (1) identificar controle restrito de estímulos no desempenho de um menino autista em uma tarefa de matching-to-sample (MTS) que utilizou sílabas e palavras como estímulos e (2) avaliar um procedimento conhecido como resposta de observação diferencial (DOR), que impedia que o responder da criança aos estímulos comparação fosse baseado em apenas uma das sílabas da palavra apresentada como modelo. Foram conduzidas sessões de pré-teste em tarefas de MTS simultâneo (SMTS) ou com atraso (DMTS). Precisão em nível intermediários em tarefas de DMTS palavra/sílaba ou em tarefas SMTS palavra/palavra indicou que o participante respondia aos estímulos comparação com base em apenas uma das sílabas da palavra apresentada como modelo. A análise dos erros mostrou que, em geral, o participante respondia sob controle da primeira sílaba, escolhendo qualquer uma das palavras apresentadas como estímulo-comparação que tivesse a mesma primeira sílaba da palavra apresentada como modelo. Posteriormente, a precisão em linha de base DMTS palavras/sílabas foi comparada com a precisão em uma tarefa em que tentativas SMTS palavra/palavra eram intercaladas com tentativas DMTS palavras/sílabas. Os resultados indicaram que durante a vigência do procedimento com tentativas DMTS intercaladas às tentativas SMTS não ocorreu correção completa do controle restrito. No entanto, com o retorno à linha de base, observou-se a melhora no desempenho do participante, indicando a diminuição do controle restrito e mudança no padrão de erro. Palavras-chave: controle restrito de estímulos; resposta de observação; matching-to-sample; autismo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v3i1.822