Cabeçalho da página

SELEÇÃO DIRECIONAL DE NUMEROSIDADE: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO

Armando Machado, Andreia Costa, Susana Maia

Resumo

O presente estudo analisa a diferenciação numérica de padrões de resposta. Em uma caixa de Skinner com duas teclas, sete pombos receberam comida após bicarem pelo menos N vezes na tecla esquerda e depois uma vez na tecla direita (programa “Fixed Consecutive Number” de Mechner). Em cada ensaio, o parâmetro N era ajustado por um programa de reforço percentil (uma forma de shaping automático). O estudo teve dois objetivos. Primeiro, determinar como é que varia o tamanho das corridas na tecla da esquerda durante o procedimento de modelagem (shaping) e durante uma fase de extinção que se seguiu. Segundo, comparar os dados obtidos com as previsões de um modelo teórico de diferenciação da resposta. Os resultados mostraram que, durante a modelagem, o tamanho das corridas na tecla esquerda aumentou e depois, para alguns pombos, estabilizou, enquanto para outros pombos permaneceu variável. Alguns pombos pararam de responder quando o tamanho médio da corrida atingiu valores elevados. Observaram-se ainda variações sistemáticas nos tamanhos das corridas no interior de cada sessão como, por exemplo, o aumento do tamanho da corrida ao longo da sessão. Durante a fase de extinção os pombos produziram distribuições de tamanhos de corrida semelhantes às distribuições produzidas durante as últimas sessões de modelagem com exceção, em alguns sujeitos, do elevado número de corridas de tamanho zero. Estes resultados são interpretados à luz do modelo teórico de diferenciação numérica das respostas. Palavras-chave: Modelo matemático, numerosidade, esquema percentil, modelagem, pombo


Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v3i2.834