Cabeçalho da página

O IMPACTO DA CIÊNCIA NA APLICAÇÃO: RUA DE MÃO ÚNICA?

Murray Sidman

Resumo

A relação entre pesquisa básica e aplicação não é uma rua de mão única. Como em toda ciência, a pesquisa comportamental básica está preocupada com fenômenos que são accessíveis à observação no dia a dia. Todo mundo sabe que as pessoas aprendem, que se lembram, que símbolos desempenham papeis importantes em suas vidas, que recompensas e punições influenciam o que fazem, que interagimos socialmente, que nos comunicamos por meio de palavras faladas e escritas, e assim por diante. Esses fenômenos são tão óbvios para todos como o nascer e o pôr do sol, a relação entre nuvens e chuva, a dependência da vida da alimentação, a queda de objetos não sustentados e assim por diante. A ciência não aceita a linguagem descritiva ou as técnicas de observação do dia a dia que esses fenômenos geraram, mas nenhuma ciência que ignora os fenômenos e a linguagem da vida quotidiana continuará recebendo apoio público. Uma ciência de análise do comportamento deve continuar a retirar sua inspiração, para a pesquisa básica, de fenômenos que observamos fora do laboratório.

Palavras-chave: ciência, psicologia aplicada, pesquisa básica


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v4i1.840