Cabeçalho da página

ENSINO DE RECONHECIMENTO DE PALAVRAS NO CONTEXTO DA LEITURA DE HISTÓRIAS INFANTIS

Lidia Maria Marson Postalli, Deborah Marçal Bueno de Almeida, Daniela de Souza Canovas, Deisy das Graças de Souza

Resumo

A instalação e a manutenção do comportamento de ler dependem, como outros operantes, de conseqüências reforçadoras poderosas. A leitura de um principiante, porém, é insuficiente para gerar os reforçadores naturais do ler. Esse estudo verificou se o ensino de reconhecimento de palavras extraídas de histórias infantis, por meio de um procedimento de ensino sem erro que favorece a transferência de controle de estímulos do comportamento ecóico para o comportamento textual, afeta a aquisição e a manutenção de leitura. O procedimento de ensino era individualizado, implementado por computador. Foram ensinados oito conjuntos de 10 palavras (cada conjunto selecionado em um livro) e dois conjuntos foram empregados somente para avaliação, de acordo com um delineamento de linha de base múltipla entre conjuntos de palavras. Quando atingia o critério de aprendizagem de um conjunto, o participante tinha a oportunidade de ler o livro correspondente (com supervisão para feedback e ajuda, se necessário). O ensino de um novo conjunto só era iniciado depois que o aluno dominasse o anterior. Seis alunos com histórico de fracasso escolar aprenderam a reconhecer as palavras impressas na tela, mostraram retenção em testes subseqüentes e apresentaram níveis elevados de acertos no reconhecimento das mesmas palavras inseridas no texto, durante a leitura dos livros. Ao longo do estudo o desenvolvimento do controle textual foi se tornando cada vez mais rápido e menos dependente do ecóico. A aprendizagem alcançada sugere que o procedimento pode ser uma alternativa para o ensino de reconhecimento de palavras a leitores iniciantes, como um passo inicial a partir do qual pode ser ensinado o domínio do código arbitrário entre fonemas e grafemas que caracteriza a correspondência ponto a ponto que define o comportamento textual. A oportunidade de ler as histórias e identificar as palavras aprendidas no computador parece ter tido um significativo valor reforçador. Palavras-chave : aprendizagem de leitura, reconhecimento de palavras, comportamento ecóico, comportamento textual, literatura infantil, motivação, crianças


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v4i1.842