Cabeçalho da página

ANÁLISE DAS VARIÁVEIS DETERMINANTES DO COMPORTAMENTO DE ESCOLHA ENTRE ALTERNATIVAS DE TRABALHO EM ADULTOS COM DEFICIÊNCIA MENTAL

Giovana Escobal, Celso Goyos

Resumo

Quatro indivíduos com retardo mental aprenderam uma tarefa de trabalho com e sem apoio ambiental para realizar a tarefa, que consistia em montar blocos de anotações. O apoio ambiental continha dispositivos para colocação dos materiais, para fornecer feedback imediato, para aumentar ou manter a taxa de resposta e prevenir erros durante a rotina da tarefa. Após um treino inicial, os participantes realizaram individualmente a tarefa sob esquemas múltiplos de reforçamento ou sob esquemas concorrentes com encadeamento, em um delineamento experimental de múltiplos elementos. Nos primeiros, os componentes de trabalho variavam com relação à presença ou ausência do arranjo instrucional. A atribuição dos componentes era feita pelo experimentador, em distribuição quase randômica. Nos esquemas concorrentes com encadeamento, o participante escolhia entre realizar a tarefa com ou sem apoio ambiental. Os resultados mostraram, para dois participantes, que quando tinham oportunidades de escolha, a alternativa com arranjo foi preferida; os outros dois participantes não demonstraram preferência. O tempo de realização da tarefa e a média de erros apresentados diminuíram. Discutem-se possíveis variáveis controladoras do comportamento de escolha dos participantes nessas condições de trabalho. Palavras-chave: esquemas concorrentes com encadeamento, esquemas múltiplos, escolha, preferência, trabalho, adultos com deficiência mental


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v4i1.844