Cabeçalho da página

AQUISIÇÃO DE VOCABULÁRIO: EFEITO DE ESTÍMULOS NOVOS NO CONTROLE DE RESPOSTAS

Marcileyde Tizo, Lorismário E. Simonassi

Resumo

O presente estudo verificou em três experimentos como crianças em seus primeiros anos de vida aprendem a relacionar palavras novas a objetos ou eventos. O Experimento 1, com 10 crianças de 2,5 a 4 anos, verificou os efeitos sobre o responder: a) da presença de uma figura nova quando uma palavra nova era ditada; e b) do acréscimo da terminação de plural em uma palavra nova ditada na presença de um conjunto de figuras de um mesmo estímulo novo. Os resultados mostraram que o estímulo novo controlou o responder da maioria das crianças, independente da dica lexical. O Experimento 2, realizado com seis crianças de 2 anos e dois meses a 3 anos e seis meses de idade, avaliou se a substituição dos estímulos conhecidos por outros estímulos conhecidos reduziria a utilização desses estímulos nas respostas aos novos estímulos. Observou-se, como no Experimento 1, que as crianças continuaram respondendo nas figuras conhecidas quando uma palavra nova era ditada. O Experimento 3 verificou se a alteração da posição dos estímulos de comparação modificaria o responder de quatro crianças com 2 anos e oito meses a 4 anos de idade. Observou-se uma diminuição significativa de respostas para as figuras conhecidas quando uma palavra nova era ditada. Concluiu-se que a presença do estímulo “novo” controlou o comportamento das crianças durante os três experimentos realizados e que a dica lexical não exerceu controle sobre a resposta. Palavras-chave: comportamento verbal falado, novidade, pareamento com o modelo.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v4i2.851