Cabeçalho da página

EFEITOS DA PUNIÇÃO DE UMA CLASSE DE RESPOSTAS USANDO DIFERENTES DIMENSÕES E INTENSIDADES DO JATO DE AR QUENTE

Bernardo Dutra Rodrigues, Gabriela Souza do Nascimento, Lúcia Cristina Cavalcante, Marcus Bentes de Carvalho Neto

Resumo

O Jato de Ar Quente (JAQ) foi utilizado com sucesso como um estímulo punitivo do responder. Contudo, JAQ é um estímulo composto com múltiplas dimensões potencialmente aversivas (o som, a pressão do ar, o calor produzido diretamente pelo estímulo, e o calor produzido no ambiente experimental) e não se sabe quais delas têm a função de punidor. Além disso, estudos anteriores usaram uma única intensidade do estímulo. O presente estudo teve dois objetivos principais: identificar que propriedades do JAQ funcionariam como punitivas (Experimento 1) e em que intensidades ele seria efetivo como punidor (Experimento 2). No Experimento 1, nove ratos divididos em três grupos foram expostos a diferentes dimensões do JAQ: Grupo Som; Grupo Som+Pressão e Grupo Som+Pressão+Aquecimento. Os resultados mostraram que ocorreu supressão do responder operante somente quando a dimensão Aquecimento foi somada ao Som+Pressão. No Experimento 2, nove ratos, divididos em três grupos, foram expostos a três diferentes intensidades do JAQ: Intensidade Nula; Intensidade Mínima e Intensidade Máxima. Apenas a intensidade máxima foi capaz de promover consistentemente altos níveis de supressão da resposta. Palavras-chave: Jato de Ar Quente, controle aversivo, punição, ratos.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v4i2.853