Cabeçalho da página

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO E O ESTUDO DO ENVELHECIMENTO HUMANO: REVISÃO DOS ESTUDOS DE APLICAÇÃO

Celso Goyos, Rosana Ap. Salvador Rossit, Nassim Chamel Elias, Giovana Escobal, Paulo Chereguini

Resumo

O ensino de habilidades e o uso de procedimentos comportamentais têm demonstrado efetividade no cuidado de idosos dependentes, aumentando e/ou mantendo habilidades funcionais e evitando a institucionalização. O presente artigo objetivou levantar dados na literatura da área que deem suporte para o uso de procedimentos e técnicas em análise do comportamento, que possam ser eficazes no tratamento de disfunções comportamentais em população idosa. Realizou-se um levantamento bibliográfico em diversos periódicos da área de análise do comportamento, destacando-se os artigos que tinham como alvo populações idosas, seus cuidadores e instituições que prestam serviços a essa clientela. Foram analisados 16 artigos. Esses artigos apresentam estudos sobre memória, comportamento de vaguear, redução da incontinência urinária e fala desconexa. Os resultados sugerem eficácia no uso de intervenções comportamentais com idosos e a necessidade de estudos adicionais utilizando delineamentos experimentais mais rigorosos e medidas de validade social. Na atenção ao idoso, deve-se considerar que a manutenção, aquisição ou recuperação de uma habilidade traz benefícios pessoais, como autonomia, aumento da autoestima e melhor domínio de seu ambiente físico e social. Palavras-chave: gerontologia, análise do comportamento, habilidades funcionais, independência do indivíduo idoso.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v5i2.927