Cabeçalho da página

ESTABELECIMENTO DE REPERTÓRIO DE TRANSPOSIÇÃO ENTRE MANDOS E TATOS DURANTE A AQUISIÇÃO DE NOMES DE POSIÇÕES

Carlos Augusto de Medeiros, Maria Carolina Bernardes

Resumo

Quatro crianças com idades entre três anos e três anos e quatro meses participaram do estudo, que teve como objetivo investigar as condições de treino que favorecem o estabelecido no repertório de transposição entre comportamentos verbais de mandos e tatos quanto às posições direita/esquerda (Fase 1), na frente/atrás (Fase 2) e em cima/embaixo (Fase 3). Os estímulos utilizados foram pares de bonecos apresentados em um aparato experimental de papelão. Em cada uma dessas fases treinaram-se mandos com o par de bonecos, testou-se surgimento colateral de tato, sendo treinado, em seguida, o tato com o mesmo par de bonecos. Essa sequência era repetida com novos pares de bonecos até que o participante apresentasse 75% de acertos no teste de tato com dois pares. Caso esse critério fosse atingido, era iniciada uma nova fase. Os resultados obtidos mostraram que houve uma redução no número de pares de bonecos necessários para se atingir o critério de uma fase para outra em duas das crianças, tendo estas demonstrado dependência funcional nos primeiros testes de tato na Fase 3. O presente estudo sugere que o treino realizado pode favorecer o repertório de transposição. Palavras-chave: comportamento verbal, transposição, independência funcional, mando e tato.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v5i2.930