Cabeçalho da página

PARA QUEM O BEHAVIORISMO ESTÁ MORTO?

Nilza Micheletto

Resumo

Em seu último texto, apresentado na Convenção Anual da Associação Americana de Psicologia em 1990, Skinner esclarece sua proposta para a análise do comportamento. Ele apresenta o modelo de causalidade de seleção pelas consequências e a resposta à pergunta “Pode a psicologia ser a ciência da mente?”. Para Skinner, assim como as visões criacionistas recusaram a teoria de Darwin para manter o papel de um criador, a psicologia cognitivista – “ciência criacionista da psicologia” – busca manter o papel de uma mente, ou eu criador. Nesta apresentação, oferece-se ao leitor uma rápida descrição do repertório do próprio Skinner, desde seus primeiros experimentos até completar sua proposta conceitual para uma ciência do comportamento.


Palavras-chave: behaviorismo, psicologia, modelo de seleção pelas consequências.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18542/rebac.v6i1.996